segunda-feira, 26 de junho de 2017

[RESENHA VEST] Mayombe


  Em Mayombe, acompanhamos o cotidiano de guerrilheiros do Movimento Popular de Libertação de Angola na década de 70, em luta pela independência do país contra as tropas coloniais portuguesas ou, como nomeadas por eles, "Tugas". A base do movimento fica localizada no interior da Floresta Mayombe, onde se passa a maior parte da narrativa.

  O livro é dividido em cinco capítulos+Epílogo: A Missão, A Base, Ondina, A Surucucu e A Amoreira. Sua linguagem é de fácil compreensão, com o uso de algumas expressões e dialetos regionais.
  Além disso é importante destacar as diversas críticas sociais como a dominação portuguesa através da colonização, a "richa" entre as tribos angolanas e a participação das mulher na sociedade, esta última, representada pela personagem Ondina, a única mulher do livro.
  Bom, em relação aos outros livros da lista da Fuvest, Mayombe é diferente em vários aspectos, dentre eles destaco o eixo temático, a nacionalidade da obra e a recente publicação (se considerarmos o ano de 1980 recente).


"O Mayombe tinha aceitado os golpes dos machados, que nele abriram uma clareira. Clareira invisível do alto, dos aviões que esquadrinhavam a mata, tentando localizar nela a presença dos guerrilheiros. As casas tinham sido levantadas nessa clareira e as árvores, alegremente, formaram uma abóboda de ramos e folhas para as encobrir."


  Eu gostei muito do livro :) É uma narrativa envolvente, um romance completo que com certeza agrada muitos tipos de leitores, nem parece de vestibular, haha. Beijos!



Nenhum comentário:

Postar um comentário